Java vs Net

Java vs Net
Por  Admin  |   12 jan 2017

Essa resposta saiu no Grupo [UML-FATEC] e foi publicada pelo site http://www.macoratti.net/ . O autor se auto intitula um tal de “mtierno.rm” que coloca um pedregulho sobre essa discussão homérica sobre quem é melhor Java ou .NET (C#, VB.NET, etc):

Sei que esse assunto de quem é melhor, Java x .NET, é quase como discutir sobre religião.

Mas o problema sobre produtividade no desenvolvimento de software é uma questão de foco, ou melhor, o problema não é tecnológico e sim estratégico.

1 - 80% dos negócios do mundo rodam em cima de programas COBOL. Nem Java nem .NET vão decidir o futuro da humanidade, portanto.

2 - Nunca vi um sistema que não pudesse ser implementado em qualquer linguagem que seja. Portanto, a discussão Java x .NET não se decide na esfera técnica.

3 - Produtividade - não é criando grids para acesso direto a tabelas que se mede produtividade, mas sim no tempo total que leva para uma ideia sair da cabeça do usuário de negócios até se transformar em um sistema rodando no ambiente de produção, testado, aprovado e homologado. Numa "competição" Java x .NET, é certo que ambas as tecnologias chegaram empatadas "na margem de erro", caso se considerasse todo o ciclo de vida de um sistema. Só de 15% a 20% do tempo é gasto efetivamente em implementação. O grosso do esforço é gasto em levantamento de requisitos e testes. Mesmo porque, em média, só 30% do tempo do programador é gasto em desenvolvimento de fato, o resto é “perdido” em debugging ou reescrevendo requisitos que foram mal-entendidos (e mal explicados, por conseguinte). Pare e pense na sua rotina diária e veja se você discorda desses números.

 

Assim, 20% X 30% = 60% do tempo total de um projeto em desenvolvimento REAL. Supondo que uma das duas tecnologias fosse 50% MAIS PRODUTIVA do que a outra (e nenhuma delas o é), o impacto final seria de 3% sobre o tempo total do projeto. Quase indetectável.

Assim, o desafio proposto perde a validade em si. Até porque ninguém vai sair "convertido" desse vídeo.

4 - Decisões estratégicas - Há uns 20 anos, mais ou menos , o Natural/ADABAS ganhou um grande mercado do COBOL, porque era muuuito mais produtivo e fácil de mexer. Hoje quem tem Natural/ADABAS quer morrer, porque a Software AG está cobrando os tubos (zilhões de dólares) pela renovação das licenças e a tecnologia é "imigrável". Paralelo com .NET, proprietário como Natural/ADABAS. Erro estratégico.

Outro exemplo: A 30 anos, C prometia ser o que Java promete hoje. Se alguém algum dia teve um sistema de negócios escrito em C, então deve ter uma boa história de migração urgente para contar. Paralelo com Java, "assembleísta" como C. Outro erro estratégico.

Então, amigos, tecnologicamente falando, Java e .NET se equivalem.

Não consigo imaginar um sistema corporativo (que é o que interessa, afinal) que possa ser feito em um, mas não no outro. Ou que saia muito mais rápido em um do que no outro.

Tags

Fale Conosco

Entre em contato para solicitar um orçamento.

Nome
Email
Telefone
Mensagem

Newsletter

Fique informado das novidades, promoções e dicas para tornar a sua empresa ainda melhor.

você deseja adicionar Easy na sua tela inicial!

SIM EU QUERO!