Entenda a diferença de no-code e low-code de uma vez por todas

Entenda a diferença de no-code e low-code de uma vez por todas
Por  Admin  |   13 jul 2021

A aplicações tecnológicas e tudo a sua volta foram criadas para beneficiar a vida dos seres humanos. E, com avanços acelerados, podemos contar até com mecanismos que facilitam a própria criação dessas mesmas aplicações. Admirável não é? As tecnologias low-code e no-code entraram em cena e revolucionaram a forma de programar, mas ainda é um pouco difícil compreender a diferença entre elas. Quer saber mais sobre isso? Continue a leitura e entenda o que é low-code, o que é no-code e quais são as principais diferenças entre ambas. Confira:

O que é low-code

O low-code é uma forma de programar em que desenvolvedores de todos os níveis conseguem projetar aplicativos de forma bem ágil, pois não é necessário escrever linhas e linhas de códigos. Calma, a gente explica: com o low-code, o programador desenvolve seu projeto arrastando e soltado blocos visuais de códigos já existentes em um fluxo de trabalho, e só escreve códigos em situações bem específicas. O low-code é mais prático do que a programação convencional, justamente porque o profissional se preocupa mais em criar algo novo e funcional do que em escrever códigos manualmente. 

Vantagens do low-code

Poderíamos fazer um post apenas sobre os benefícios de adotar o low-code, porém, hoje vamos apresentar apenas alguns: 

Velocidade: com o low-code, é possível criar aplicativos em tempo recorde, pois como não é necessário escrever todas as linhas de código e testá-las mais de uma vez, o desenvolvimento fica mais rápido e mais eficiente. 

Recursos na palma da mão: como a plataforma de low-code oferece uma infinidade de possibilidades em blocos visuais, o programador conta com diversos recursos prontos na palma da mão, e assim, se torna muito mais produtivo sem se preocupar em desenvolver soluções do zero. 

Facilidade para prototipação: o low-code permite que a prototipação de um projeto seja feita em minutos, pois com a funcionalidade de arrastar e soltar, a pré-visualização de um produto é feita rapidamente. 

Desvantagem do low-code

Como nem tudo são flores, essa tecnologia também pode oferecer certas desvantagens. A mais popular delas é o fato de que a plataforma de low-code pode ser bastante desafiadora para pessoas com conhecimento muito superficial na programação. E é exatamente por isso que a tecnologia no-code entra em cena. Entenda melhor: 

O que é no-code

Bem semelhante às plataformas low-code, a tecnologia no-code também apresenta a possibilidade de programar com recursos visuais de arrastar e soltar. Contudo, a pessoa que utiliza o no-code não precisa ter conhecimentos de programação, já que a plataforma é mais simples e oferece tudo o que o usuário precisa para construir um aplicativo específico.

Benefícios do no-code

Assim como no low-code, o no code também oferece diversas vantagens, confira:

Praticidade: O no-code é muito prático para qualquer pessoa que deseja solucionar um problema simples e rápido e não quer esperar até a equipe de TI tenha tempo para aceitar o projeto. 

Simplicidade: Como são muito simples, as plataformas de no-code não exigem muito treinamento, então qualquer pessoa pode utilizá-la para desenvolver programas. 

Liberdade: Quem trabalha em grandes empresas sabe que a equipe de TI sempre tem muita demanda, então com uma plataforma de no-code os profissionais de outras áreas ficam livres para desenvolver aplicações que supram suas necessidades de forma rápida. 

As desvantagens do no-code

É claro que a praticidade do no-code também vem acompanhada de certos perigos, pois como qualquer profissional pode criar aplicativos, há risco de quebras de segurança, problemas de conformidade, de integração e qualquer outro assunto que somente um profissional da área pode prever. Outro problema é o Shadow IT, a utilização de sistemas ou dispositivos sem que o setor de TI tenha conhecimento e sem aprovação para ter acesso aos dados da empresa.

Mas, afinal. Qual é a diferença entre low-code e no-code

A principal diferença entre plataformas low-code e no-code está no nível de conhecimentos de programação que elas exigem: enquanto a primeira permite a edição de códigos, e demanda certo conhecimento em desenvolvimento de aplicações, a segunda é feita para qualquer pessoa, já que não permite nenhum tipo de codificação manual. 

Para quem ainda está na dúvida, podemos dizer que o low-code é direcionado para profissionais de programação que desejam ser mais ágeis, mais práticos e não querem perder tempo escrevendo diversas linhas de códigos. E o no-code foi criado para profissionais de diversas áreas que desejam criar soluções práticas para seus problemas diários, mesmo sem saber programar. 

Easy builder

Aqui na Easy, nós contamos com a facilidade do Easy Builder, uma plataforma que possibilita a criação de  aplicações móveis e web. Com a praticidade dos recursos visuais de arrasta e solta, um aplicativo pode ser planejado em questões de minutos e pode sair do papel em horas. Quer conhecer algumas das funcionalidades do Builder? Assista no vídeo abaixo: 

Ficou com alguma dúvida sobre a diferença entre low-code e no-code? Venha falar com a gente! Mande um e-mail para easy@easycomtec.com ou entre em contato por meio de nossas redes sociais. 

Tags

Fale Conosco

Entre em contato para solicitar um orçamento.

Nome
Email
Telefone
Mensagem

Newsletter

Fique informado das novidades, promoções e dicas para tornar a sua empresa ainda melhor.

você deseja adicionar Easy na sua tela inicial!

SIM EU QUERO!